©  2019 por Clínica Dra. Renata Soriano

Rua Fernando Falcão, 315 - Mooca - São Paulo, SP 03180-001

Tel: 11 2601-3048 

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Ft Renata Soriano

Como nossas emoções afetam as dores nas costas?

É muito importante manter uma postura saudável que não sobrecarregue o nosso eixo corporal, já que isso pode provocar dores.



As dores nas costas, geralmente são provocadas por fatores como o desgaste ósseo e articular ou as más posturas mantidas durante tempos prolongados. Mas, além disso, é importante observarmos o impacto que as emoções têm não só na nossa vida, mas também no nosso corpo.


O estresse, as preocupações ou uma ansiedade mantida de forma crônica acabam produzindo uma sobrecarga nas costas também. Quem nunca sentiu a região do pescoço e trapézio tensos depois de uma situação de estresse?


A influência de emoções negativas, tensões e estresse acumulados têm um impacto direto nas dores nas costas. O conceito de coluna se refere a um suporte vertical que permite aguentar peso.

Ao passo que a palavra vertebral engloba todo esse complexo conjunto de ossos curtos e articulados entre si, que formam a espinha de todos os seres vivos vertebrados.


Nossas costas tem o funcionamento como um pilar ósseo e muscular que nos proporciona vida e resistência, e sobre o qual, por vezes, acrescentamos um peso “extra” com nossas emoções negativas.


Gosto de explicar para os pacientes que nossas emoções negativas geram alteração de nossos hormônios e neurotransmissores provocando o aumento do cortisol no sangre, aumento do ritmo cardíaco, etc... produzindo alterações em vários órgãos, principalmente nos músculos, que quando ficam rígidos alteram o equilíbrio dos nervos e dos ligamentos com maior ênfase na coluna vertebral que é nosso pilar de sustentação.


Por isso, é frequente que a dor emocional seja traduzida também em dor cervical ou lombar. Causado, assim, as dores nas costas.


Vou falar um pouquinho sobre o que cada região de dor nas costas pode envolver:


Dor na região cervical


Região Cervical

A região cervical é a mais afetada pelo estresse laboral e pelas preocupações. É um tipo de estrutura musculoesquelética superior que se vai ressentir, principalmente, pelo trabalho diário e pelas ansiedades menos intensas e específicas de seus dias.

A dica é, para amenizar o desconforto, o ideal é realizar exercícios leves e harmônicos mexendo a cabeça em círculos e, em seguida, repetir o movimento com os ombros.





Dor na região torácica


Região Toráxica

Abrange a área torácica e o coração. O que já nos indica que é uma região relacionada com as emoções.

Alguns desses aspectos são familiares para você?

Uma pessoa deprimida, desanimada ou triste tende a manter o olhar para baixo e um eixo corporal inclinado. A atividade física se torna limitada. Assim, passamos muito tempo sentados, com o pescoço projetado para frente e com o diafragma não funcionando com a agilidade que deveria. Tudo pesa, a respiração se torna mais lenta e a circulação do sangue não é a mais adequada. Também é muito provável que sintamos dor de cabeça, dor de estômago ou pressão no peito.

Tudo isso deriva desse eixo postural incorreto e dessa sobrecarga na região.

Para essa região a dica é fornecer equilíbrio às nossas costas e desabafar nossas emoções negativas, são fatores essenciais para combater a dor na região torácica.


Dor na região lombar


Região Lombar

É uma parte muito exposta, pois sustenta todo o restante da coluna, quando sobrecarregada pode resultar em dor ciática. Esta região tem relação com emoções como medo, ansiedade, pressa, entre outras.


É frequente em pessoas que se preocupam muito com os outros e se descuidam delas mesmas. Ou também pessoas que passam muito tempo de pé, fazendo muitas coisas ao mesmo tempo, enquanto têm a sensação de que não vão conseguir fazer tudo. No final, sentem como se tivessem as costas quebradas ao meio. A dica é, tente estabelecer um equilíbrio em sua vida, buscando formas para que o meio que você vive não interfira de forma negativa no seu corpo.


Se sua dor se encaixa em algum destes pontos, dê atenção. Exercícios leves e harmônicos como os do Pilates Clinico podem te ajudar.


Sofre com dor na coluna?

Eu e minha equipe estamos à sua disposição.


Dra. Renata Soriano

CREFITO/3 115669-F

Fisioterapeuta Especializada em Afecções da Coluna Vertebral e Mamãe da Lara.

39 visualizações