©  2019 por Clínica Dra. Renata Soriano

Rua Fernando Falcão, 315 - Mooca - São Paulo, SP 03180-001

Tel: 11 2601-3048 

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Ft Renata Soriano

Tendinite Patelar do Joelho


Sabe aquela dorzinha ao redor da patela, que incomoda quando você corre ou caminha? Especialmente quando desce uma ladeira ou escada? Dor ao dobrar ou esticar a perna? Você pode estar com Tendinite Patelar.


A Tendinite Patelar é causada por esforço repetitivo sobre o tendão patelar e do quadríceps. É uma lesão que em geral acomete atletas, principalmente aqueles que participam de esportes que envolve desaceleração, como vôlei, futebol, corrida de rua, etc. E ocasionalmente encontrada em esportes como musculação.


​A Tendinite no joelho, também conhecida como tendinite patelar ou joelho de saltador, é uma inflamação no tendão da patela do joelho que provoca intensa dor na região do joelho, especialmente ao caminhar ou fazer exercício físico.

Fatores predisponentes incluem maior peso corporal, genu varo e geno valgo (posições do joelho), patela alta, diferença no comprimento do membro, encurtamento das cadeias musculares, principalmente da posterior (isquiotibiais). Fatores ligados ao treino incluem falta de preparo físico direcionado ao esporte, técnica inadequada e aumento súbito da intensidade e frequência do esporte (overtraining).


A dor da tendinopatia patelar é focal no tendão abaixo da patela

No esporte, o joelho é uma articulação que tem a função de absorver a energia cinética gerada pelo contato dos membros inferiores ao solo e transmitir o movimento aos demais seguimentos do corpo. Isto se deve ao mecanismos de contração muscular excêntrica, onde a fibra muscular contrai e alonga resistindo ao movimento e aos graus de flexão.

O restante é dissipado pelo quadril e coluna vertebral. A doença ocorre devido a perda deste equilíbrio. O quadríceps (músculo da coxa) deixa de absorver toda a energia cinética e sobrecarrega o tendão que pode resultar em tendinite, micro-ruptura e degeneração.


Dependendo da duração dos sintomas, podemos classificar o estágio da dor em até quatro fases:

  • Fase 1 - dor apenas após a atividade, sem prejuízo funcional

  • Fase 2 - dor durante e após a atividade, embora o paciente ainda é capaz de executar satisfatoriamente em seu esporte

  • Fase 3 - prolongada durante e após a atividade, com a dificuldade crescente na realização de um nível satisfatório

  • Fase 4 – Ruptura completa do tendão exigindo reparação cirúrgica.

O tratamento envolve uma avaliação minuciosa para detectar de onde vem o desequilíbrio que causa essa sobrecarga e sessões de fisioterapia para aliviar a dor, mas principalmente para tratar a causa da tendinite patelar.

Sofre com dor na coluna?

Eu e minha equipe estamos à sua disposição.

Dra. Renata Soriano

CREFITO/3 115669-F

Fisioterapeuta Especializada em Afecções da Coluna Vertebral e Mamãe da Lara.

7 visualizações